Compartilhar
Facebook
Twitter
Fim de semana agitado nas regionais
17/04/2018

Associados de seis estados participam de cursos presenciais

No último sábado, 14 de abril, associados do Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul participaram de cursos que abordaram vários temas de interesse do setor magistral. Em média, quase 700 profissionais puderam reciclar seus conhecimentos e trocar informações com colegas durante os encontros. Para o presidente do Conselho de Administração da Anfarmag, Adolfo Moacir Cabral Filho, reuniões de trabalho para discutir temas atuais e que podem melhorar o dia a dia da farmácia de manipulação são fundamentais e estratégicas para o setor: “Os temas são sempre focados em garantir mais competitividade para as farmácias e em desenvolver os profissionais que atuam no setor.”

O objetivo do “Curso 2 em 1: Não Conformidade mais Recorrentes na Farmácia Magistral e Fatores de Equivalência e Correção”, que foi ministrado em Goiânia (GO), por Beatriz Schenkel Porto e Inara Bernardi Bagesteiro, era buscar uma proximidade maior com os associados e tratar de assuntos relevantes para o setor.

 

Já o “Curso 2 em 1: Escolha do Excipiente e Aplicação Correta do Sistema de Classificação Biofarmacêutica e Correção do Sistema Aroma e Sabor em Medicamentos Manipulados”, em Cuiabá (MT), com Luís Antônio Paludetti, qualificou os presentes para a escolha correta de excipientes com a garantia de uma melhor absorção de fármacos a partir de cápsulas e apresentou as principais técnicas e recursos para correção do aroma e sabor em produtos manipulados.

 



Em Curitiba (PR), Ana Lúcia Povreslo treinou farmacêuticos e manipuladores (auxiliares de laboratório) fornecendo conhecimentos básicos sobre operações unitárias, cálculo e monitoramento do processo de sólidos.

 



Esmeralda Lourenço, em Belo Horizonte (MG), reuniu nutricionistas e falou sobre “Suplementação Individualizada para a Terceira Idade: Formulações para Prevenir e Tratar as Alterações Metabólicas e Fisiológicas do Envelhecimento”.

 




Em Campo Grande (MS), André Brandão, ministrou “Medidas Corretivas na Instabilidade de Fórmulas Líquidas”.

 

 



Em Porto Alegre (RS), o tema de José Antônio de Oliveira Batistuzzo foi “Preparações Exclusivamente Magistrais”.